Anúncios

Refrigerante de todos os sabores

Nas histórias de Harry Potter existem os feijõezinhos de todos os sabores. Todos mesmo, até os nojentos como caca de nariz e vômito. Fora dos livros, essa realidade de sabores está próxima no mercado de refrigerantes. Você tomaria um de panqueca de batata com presunto? 

A marca canadense, Jones Soda, é especialista desde sua fundação em 1987 em nestas exóticas bebidas.  Já foram lançados de peru com molho, grama natural, ameixa, árvore de natal, gemada e presunto natalino, batata doce e ervilha. Outros lançamentos são tão estranhos quanto, como transpiração e sujeira.

A Cola-Cola não ficou atrás e produziu uma máquina que usa cerca de 100 cartuchos concentrados de xaropes diferentes. Em breve, as Fantásticas Máquinas de Refrigerante estarão espalhadas pelo mundo.

A Inca Kola que vem da lúcia-lima, é a bebida gaseificada mais vendida no Peru. Possui uma cor amarelo-ouro e o sabor não é tão exótico como os japoneses. No país, você pode experimentar o Unagi Nobori, feito de extratos da cabeça e ossos de enguias; e as Pepsis Cucumber, de pepino; e o Blue Hawaii, de limão e abacaxi. No Reino Unido, uma garrafinha do refrigerante Irn-Bru é capaz de curar ressacas. E ainda existe Coca-Cola com cereja ou baunilha.

Nas terras brazucas, o lendário refrigerante rosa, o Guaraná Jesus, tem um sabor doce que lembra cravo e canela.

Foi o farmacêutico Jesus Norberto Gomes, que em 1920, criou a bebida acidentalmente em São Luís. Na verdade, ele tentava sintetizar um remédio com uma máquina de gaseificação importada. Ironicamente ateu, Jesus coletou seus ingredientes naturais na Amazônia. Por ser extremamente popular no Maranhão, único lugar que é produzido, a empresa da Cola-Cola comprou a marca do guaraná. Outro sabor que predomina no nordeste brasileiro é o de caju da São Geraldo.

Moisés Magalhães, empresário evangélico que trabalhou com distribuição de refrigerantes pelo Brasil afora, decidiu agora criar a sua própria bebida: Leão de Judá Cola. O dinheiro arrecado na comercialização, segundo Moisés, irá para a igreja que freqüenta e para obras sociais.

Os refrigerantes são originários das águas minerais naturalmente gasosas.
Considerado o pai da medicina, Hipócrates, recomendava banhos nessas fontes no século IV a.C. Mas somente a partir de 1500 começou a se beber a água carbonatada. O povoado belga de Spa passou a exportar garrafas de sua água para Londres e outras capitais. Após do sucesso, vários químicos europeus tentaram recriar o produto artificialmente. Décadas depois, começaram a acrescentar sabores como gengibre e limão. Logo, veio a Pepsi da palavra “pepsina”, uma enzima que atua no processo de digestivo, pois a princípio o propósito dos refrigerantes era ajudar a melhorar a digestão.

Anúncios

Tags:, , , , , , , ,

Categorias: Cardápio de Démeter

Pandora nas redes sociais

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

3 Comentários em “Refrigerante de todos os sabores”

  1. 14 de fevereiro de 2010 às 19:55 #

    Nossaaa…cada coisa que o pessoal inventa, haha!!

    Não tomaria esses sabores nao!
    Prefiro os basicos!
    Beijoos

  2. Lucas
    15 de fevereiro de 2010 às 10:50 #

    Realmente… é SODA

  3. Charle
    3 de junho de 2010 às 23:13 #

    Já saboreei o guaraná Jesus. Recomendo! (Para quem acha que vai apreciar beber chiclete).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: