Anúncios

A monstruosidade do estupro

No Marrocos, o artigo 475 do Código Penal permite que um estuprador escape do processo e de uma longa sentença de prisão ao “restaurar as virtudes de uma menina”, ou seja se casar com a sua vítima, caso ela seja menor de idade. Este absurdo aconteceu com Amina Filali de  16 anos. Além de ser estuprada e espancada, a menina foi forçada a se casar com seu estuprador. Após cinco meses de casamento com um monstro, Amina acabou usando veneno de rato para se suicidar. Quando seu estuprador viu o que ela havia feito, ainda a puxou pelos cabelos pela rua. A menina morreu instantes depois.

Perder a virgindade antes do casamento – mesmo que por estupro – é considerado uma deshonra pelos marroquinos. Lá, “a lei protege a moralidade pública, mas não o indivíduo”. É por isso que milhares de ativistas estão pressionando o Parlamento para que haja uma votação para derrubar essa lei que protege o estuprador e não a vítima (Você pode assinar a petição aqui). Ainda, ativistas pedem que o juiz que permitiu o casamento e o estuprador sejam presos.

Aí, vem a pergunta: quando vão tratar vítimas de estupro como qualquer coisa?

Mesmo em países ocidentais, a sociedade é machista e escrota. Tratam a menina ou mulher como se fosse a culpada. Se fosse roupa culpa que atraísse isso, estupros não seriam absurdamente comuns em países em que as mulheres usam burcas. Quando alguém diz que a menina pediu, porque estava provocando com a roupa ou qualquer outra coisa, torna-se tão desumana quanto um estuprador.

Anúncios

Tags:, , , , ,

Categorias: África, Comportamento

Pandora nas redes sociais

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: