Anúncios

Vergonha brasileira

Por muito tempo, o Brasil foi o país do melhor futebol do mundo. Mas a vida é assim, cheia de surpresas e tem lá seus altos e baixos. Sabe como é. Hoje em dia o nosso futebol não é mais a mesma coisa.

E de bar em bar, na quitanda da esquina, no banco da praça, de velhinhos à adolescentes, todos temem que o nosso país não tenha tanta chance assim de vencer a Copa do Mundo de 2014. E perder em casa é a dor mais profunda e ardida na alma, né?

O intrigante nem é vencer ou perder o mundial. É escutar a grande indignação da nação: “O futebol brasileiro está uma vergonha!”.

E é por isso, meu querido, minha querida que eu estou aqui hoje pra levantar o seu astral. E sabe por quê? Porque tem muita, mas muita coisa mesmo no Brasil pior do que a atual performance dos jogadores. Veja só:

Brasil é terceiro pior país para morrer

Imagina então pra viver, né.
De acordo com uma pesquisa realizada pela pela Economist Intelligence Unit no Reino Unido, a qualidade de “morte” no nosso país é péssima. A colocação no ranking se deve pelas condições dos cuidados paliativos. Os recursos aplicados para dar mais dignidade e qualidade de vida a pacientes já terminais não são suficientes. Logo, muitas pessoas passam por muito sofrimento e dor no fim da vida.

Leia também: O respeito ao fim e à totalidade da vida

Brasil é o quarto pior país em segurança digital no mundo

No país, ter vírus no computador não é um dos maiores problemas que um usuário pode enfrentar. Segundo o Information Security Threat Report (ISTR), na América Latina os maiores índices de ocorrência de termos de códigos maliciosos, spams zumbis, hospedagem de phishing, bots, ataques em rede e à web acontecem no Brasil.

Leia também: O lado obscuro da internet

Brasil é país com pior retorno dos impostos

ReproduçãoTaí uma novidade que ninguém sabia.

O Brasil é um dos países que mais se cobra impostos no planeta. A ca

rga tributária em breve representará 40% do Produto Interno Bruto (PIB), conforme o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT).  O excesso de imposto faz com que os setores produtivos do país sejam prejudicados.

Em 2011, nós brasileiros trouxas já pagamos R$ 1 trilhão de impostos pro governo. Essa marca já aconteceu quatro vezes seguidas, sendo a primeira vez em 2008. Até hoje, nunca se viu e nunca se verá a cor desse dinheiro sendo transformado em qualidade de vida para a população.

Brasil tem a segunda pior educação do mundo

“Ganhando” apenas da Indonésia numa avaliação entre 40 países realizada também pela Economist Intelligence Unit, a penúltima colocação no ranking revela que o Brasil ainda tem muito o que aprender.

Uma pesquisa divulgada pelo Instituto Paulo Montenegro e a ONG Ação Educativa, mostra que 38% dos estudantes universitários são analfabetos funcionais. O Ibope indicou que 75% da população brasileira não sabe ler. As causas da fraqueza do sistema educacional no país são inúmeras como por exemplo, baixos salários dos professores, falta de vagas e condições na escola, famílias miseráveis em que as crianças trabalham ao invés de estudar.

Um milhão e meio de crianças entre 7 e 14 anos estão fora das salas de aula. No ranking de alfabetização, a Finlândia se encontra no topo, enquanto o Brasil está na 126ª posição, atrás de países como Namíbia e Malásia.

Nordeste do Brasil possui IDH semelhante a de países mais pobres da África

O Maranhão é famoso por ser o pior Estado do país. Com a pior renda per capita média do Brasil (Na cidade Marajá do Sena é de R$ 96,25), ainda possui 93,5% de domicílios sem tratamento de esgoto adequado à população, quatro escolas dentre as 10 piores do Brasil e a nota mais baixa no ENEM. E não para por aí. O Maranhão leva o troféu de menor número de médicos que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e a menor expectativa de vida na média de homens e mulheres (68,6 anos), além da segunda pior taxa de mortalidade infantil do país, apenas atrás de Alagoas. Parabéns, Sarney…

Baixos salários, precárias condições de educação, saúde e habitação. A pobreza do Maranhão retrata a o nordeste brasileiro que possui o segundo mais baixo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do país. Seis em cada dez cidades do Nordeste têm baixa qualidade de vida.

Entre os principais problemas da região estão: agricultura atrasada e pouco diversificada, grandes latifundiários, concentração de renda e uma indústria pouco diversificada e de baixa produtividade, além das secas constantes.

Leia também: Dossiê Sarney

Índice de corrupção no Brasil é um dos piores no mundo

Mais uma novidade. De acordo com a ONG Transparência Internacional, o Brasil é o 69º país mais corrupto.

O nepotismo e os escândalos de corrupção podem parecer intriga da oposição, mas a realidade mostra isso afeta diretamente o bem-estar dos cidadãos brasileiros. Com uma miséria de investimentos públicos na saúde, na educação, em infraestrutura, segurança, habitação, a corrupção amplia a desigualdade econômica.

Na lista de piores países para uma mulher, Brasil encontra-se em 11º lugar

Entre os fatores está a desigualdades social e econômica do Brasil. Mas nós sabemos que há muito além disso. A cidade de Paragominas, no Pará, tem a maior taxa de homicídios femininos.

No Brasil todo, todos os dias e a todos os momentos, mulheres são agredidas pelos próprios companheiros. A violência é tão aguda que é possível calcular que a cada 15 segundos uma mulher é agredida. O problema de violência doméstica sempre existiu, mas o assunto começou vir a tona e discutido graças a Lei Maria da Penha que virou símbolo de proteção às mulheres. A Lei nº 11.340 leva o nome da farmacêutica cearense, Maria da Penha Maia Fernandes. Em 1986, ela foi vítima de duas tentativas de homicídio executadas pelo próprio marido. Ficou paraplégica devido a um tiro de espingarda que levou a sangue frio nas costas. Quando retornou do hospital a sua casa, o marido ainda tentou eletrocutá-la durante seu banho. Desde então, Maria da Penha luta contra a agressão às mulheres numa guerra que parece não ter fim. Para Maria da Penha, a justiça chegou em 2001 quando o ex-marido, o colombiano Marco Antônio Heredia foi condenado a 10 anos de prisão. Porém, cumpriu apenas um terço da pena.

No Brasil, infelizmente, foram mais de 90 000 mortes de mulheres vítimas de agressão nos últimos 30 anos, de acordo com relatórios recentes, com base em dados obtidos a partir da Organização Mundial da Saúde. O nosso país é o sétimo país com mais mortes de mulheres vítimas de agressão no mundo. Se uma mulher não tem direito a vida e liberdade, outros direitos, como os políticos ainda são complicados de serem alcançados por aqui. No entanto, ter os direitos garantidos por lei, não é suficiente para que as mulheres sejam respeitadas, uma vez que a impunidade desafia o combate à violência. As mulheres são encorajadas a relatar contra seus atacantes, mas o Estado não reage e se faz alguma coisa o Poder Judiciário manuseia os casos muito lentamente.

Leia também: Finlândia, um dos melhores países para mulheres viverem

Quando o assunto é liberdade de imprensa, o Brasil aparece no final da lista

A associação “Repórteres sem Fronteiras pela Liberdade de Informação” avaliou 179 países no quesito Liberdade para o Exercício do Jornalismo. O Brasil está na 108ª colocação.

A violência contra jornalistas brasileiros cala a liberdade também. O maior exemplo disso foi em junho de 2002, quando a polícia confirmou a morte de um dos mais importantes repórteres investigativos do país, Tim Lopes.

Leia também:
Imprensa ou empresa?

Por que o comércio da violência vende e por que é vendido afinal

Reprodução

Então, fiquem calmos. O futebol no Brasil não está uma vergonha. O Brasil é uma vergonha.

Anúncios

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , ,

Categorias: Caixa de Pandora, Crônicas do Olimpo, Educação e História, Nordeste, Política Nacional, Saúde, Território Nacional

Pandora nas redes sociais

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: