Anúncios

Alienação em um clique

Por Thaís Teles

Em meio a tantos assuntos e formas de trocar ideias, a internet tornou-se uma grande aliada no quesito repercussão. Hoje, uma polêmica pode ser criada através de apenas um click.

Redes sociais, blogs ou em fóruns, independente de onde forem publicados, a projeção de um conteúdo online é incontrolável e facilmente encontrado através de sites de busca, como o Google. Porém tamanha liberdade tornou-se sinônimo de “terra de ninguém”. Ao mesmo tempo que muitos indivíduos vangloriam a revolução causada com o advento da internet, pouco se discute sobre o esclarecimento ou alienação inserido nesta ferramenta viciante.

É cada vez mais comum pessoas carentes enxergarem nas redes sociais a chance de narrarem suas vidas, ou criarem falsas realidades. Qual a real necessidade de expressar em perfis somente coisas fúteis? E de onde provém a preguiça de pensar e propor debates sobre diversas questões que atingem o cotidiano de milhares de brasileiros?
Eis aí um paradoxo complexo e intenso, que faz parte do cotidiano daqueles que navegam por páginas de diversos assuntos. Entre eles, pode-se destacar o crescimento dos blogs na última década.

O advento de páginas pessoais tinha como intuito fazer delas verdadeiros diários pessoais com todo conteúdo disponível na rede, mas tal comportamento aos poucos foi modificado a ponto de muitos internautas largarem suas profissões para se dedicarem totalmente à audiência e conteúdo de seus blogs, porém, a mudança de paradigma não reflete melhoria de conteúdo, pelo contrário. Muito se dicute sobre a questão dos direitos autorais no mundo virtual, porém, o debate sobre o que é disponibilizado na rede deixa de estar em pauta, parcela desse quadro é decorrente das publicações que ilustram grandes portais e acabam servindo como referência às pessoas com vontade de se expressar, porém, nem sempre tal ação está atrelada à comunicar e esclarecer.

Assim como a televisão briga constantemente pelos números e audiência, a internet necessita de cliques. Não importa para onde o “surfista online” será direcionado, aqui os ventos são ilimitados e o importante é entreter. Será que não é hora de repensar a projeção que um clique pode ter? A instantaneidade do mundo virtual é assustadora e temos grandes exemplos de como pode estabelecer mudanças, porém, os murais de Facebooks e timelines do Twitter comprovam que mais interessante do que agir é, muitas vezes, saber qual será a balada que o amigo foi e não te convidou.

Grandes mudanças são conquistadas a partir de pequenos atos, repensar no que cada indivíduo contribui para propagar uma ideia sobre determinados assuntos é uma questão camuflada, mas imensamente rica quando o assunto é enriquecimento intelectual que pode ser iniciado através do compartilhamento de fatos que instiguem o questionamento.

E aí, curtiu a ideia? Então se mexe!

Anúncios

Tags:, , , , , , , , , , , , ,

Categorias: Artemis, Ciência e Tecnologia, Internet

Pandora nas redes sociais

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: