Anúncios

Edith Modesto, especialista em diversidade sexual, fala sobre homobofia

por Eduardo Mate

Edith e seu filho mais novo

Autora de livros que abordam a temática gay, como o livro: “Mãe sempre sabe? Mitos e verdades sobre pais e seus filhos homossexuais”, Edith Modesto fala fala sobre homofobia e problemas sociais. Terapeuta e especialista em diversidade sexual, Edith Modesto é também fundadora do GPH (Grupo de Pais de Homossexuais) – grupo que tem intuito de ajudar mães a lidar com a revelação de que possuem um filho gay – e criadora do Projeto Purpurina – grupo de jovens que se reúnem mensalmente para discutir assuntos relacionados a sexualidade.

Existe Homofobia?
Existe, e como! Dependendo de como você entenda, até os próprios homossexuais, muitos deles, são homofóbicos. Amigo, o preconceito é introjetado em todos nós, desde que nascemos. E se livrar dele é dificílimo! Preconceito gruda mais do que chiclete no cabelo!
Qual a definição para uma pessoa homofóbica?
É homofóbica a pessoa que não aceita que a homossexualidade seja uma orientação sexual tão natural quanto a heterossexualidade.
Qual a diferença entre homofobia, preconceito e discriminação?
Pode-se pensar em uma gradação de homofobia. Preconceito é do plano das ideias. Discriminação já é um fazer. Assim, discriminação é a concretização do preconceito.
O que é Homossexualismo? 
Não se fala mais homossexualismo, porque a terminação em ‘ismo’ implica em doença, como estrabismo. Esse termo é do tempo em que se achava que homossexualidade era deonça física ou psicológica. Sabe-se hoje que homossexualidade é um tipo de orientação sexual, pela qual a pessoa se sente atraída afetivamente e sexualmente por alguém do mesmo sexo que ela.
Como os homossexuais costumam se ver: como pessoas normais ou como pessoas que fogem da ‘normalidade’? 
Como já disse, há homossexuais homofóbicos. Eles têm auto-preconceito e tem de passar por um processo de auto-aceitação. No final desse processo, se consideram pessoas como quaisquer outras. São diferentes da maioria somente no tipo de orientação sexual.
Os pais de homossexuais vêm a homossexualidade como doença? 
Os pais também passam por um processo de aceitação de seus filhos. Nas primeiras fases do processo, muitos pensam que a homossexualidade é uma doença. Quando adquirem mais conhecimento sobre a homossexualidade vêem que não é, que a homossexualidade é uma condição espontânea e natural.

Para informações sobre o GPH ou Projeto Purpurina, acesse: http://www.gph.org.br


Anúncios

Tags:, , , , ,

Categorias: Comportamento

Pandora nas redes sociais

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: