Anúncios

A família Weasley

por Luiz Guilerme Boneto

A família Weasley é quase uma unanimidade entre os leitores de Harry Potter: mesmo que não se goste de um ou outro membro que dela faz parte, a instituição, por assim dizer, é admirada pela imensa maioria dos fãs da saga do bruxinho mais famoso do mundo. É interessante a maneira como os demais personagens se portam diante da família Weasley, e como a sua acolhida e receptividade para com o nosso protagonista se constituíram num fator indispensável na construção destes bruxos tão admirados.

Rony Weasley é, sem dúvidas, o mais querido. Melhor amigo de Harry, ele é marcado pela sua personalidade forte e pelos momentos alegres que protagonizou durante toda a saga. Sua entrada na história é o passaporte para o envolvimento de Harry com os outros membros da família. Já no início do segundo livro, “A Câmara Secreta”, ele abandona a casa dos Dursley sob circunstâncias curiosas e segue para A Toca, como é chamada a casa de Rony. Depois da própria Hogwarts, talvez ela tenha sido o maior refúgio do nosso protagonista na série, conforme se pode conferir no trecho a seguir, que marca a caracterização da casa à primeira vista, sob a ótica de Harry: Parecia ter sido no passado um grande chiqueiro de pedra, a que foram acrescentados cômodos aqui e ali até ela atingir vários andares e era tão torta que parecia ser sustentada por mágica (HPCS, página 33). Logo em seguida, a manifestação do próprio Harry sobre o que achou da construção que viria a ser um local tão querido para ele: É maravilhosa.

A Toca é caracterizada desta maneira pela pobreza da família. Todas as roupas e vários objetos de Rony, por exemplo, são de segunda mão, anteriormente utilizados pelos seus irmãos mais velhos, Percy, Gui, Carlinhos, Fred e Jorge. Mesmo assim, as condições desfavoráveis da residência dos Weasley talvez se unam no fator que a torna ainda mais aconchegante e acolhedora para Harry. Durante vários verões, o protagonista da série se uniu aos amigos ruivos mais fiéis, por vezes na companhia de Hermione, para passar as férias longe dos Dursley no local que lhe oferecia mais amor e junto às pessoas cujos rostos ele reconhecia praticamente por sua família.

Os membros da família também merecem uma análise. A personagem Molly Weasley, por exemplo, chegou a mencionar que tinha em Harry um filho. E assim fazia transparecer. Ainda assim, a matriarca da família sabia se impor e determinar regras para a boa convivência entre seu marido e seus filhos; já na chegada de Harry à sua casa pela primeira vez, ela fez questão de recepcionar o novo convidado de maneira calorosa, mas não sem, ao mesmo tempo, distribuir broncas aos três filhos que decidiram buscar o amigo num carro voador. Logo depois, quando Harry e Rony não conseguiram tomar o trem para Hogwarts e embarcaram no mesmo carro voador para chegar à escola, a mãe dos Weasley revestiu-se de tal fúria que enviou ao filho um berrador, uma carta que literalmente “berrava”, para que todos os colegas de colégio ouvissem a bronca quase ao vivo. Estes exemplos são marcantes para dar à Sra. Weasley, como Molly era conhecida por Harry, as características de uma grande “mãezona”, reconhecida pelos fãs muitas vezes nas suas próprias mães.

Arthur, o pai de Rony, fazia sua marca pela paciência e pela admiração aos trouxas, que ele considerava um excelente objeto de estudo. O próprio carro voador já citado aqui fora alvo das experiências do Sr. Weasley, assim como inúmeros outros objetos. Logo depois de Harry, Rony e os gêmeos desembarcarem do automóvel voador na casa da família e receberem uma grande bronca da mãe, a pergunta do pai foi: “E o carro voou bem?”. A prova de que o primeiro encontro do nosso protagonista com a família Weasley foi determinante para citar as principais características dos personagens.

Os herdeiros de Molly e Arthur Weasley também demonstram marcas fortes de sua personalidade. Os gêmeos Fred e Jorge, por exemplo, eram extremamente irreverentes e famosos em Hogwarts por serem campeões em número de detenções. Em seu quarto, fabricavam invencionices que se dispunham a tirar os alunos das aulas que não desejavam assistir, como o nugá sangra-nariz e a vomitilha. Um dos momentos mais lembrados de toda a série é justamente a fuga dos gêmeos de Hogwarts, em seu último ano, de forma espetacular e dando uma banana a Dolores Umbridge. No começo do último livro, as suas invenções resultaram numa loja de grande sucesso no Beco Diagonal, mas ao fim da série, durante a batalha final, Fred morre lutando, numa das passagens mais tristes de toda a história. Apesar de um encerramento triste, os gêmeos Weasley podem ser classificados como dois dos personagens mais alegres de toda a série.

Além deles, há também Percy, cujo nome pode ser simplesmente relacionado à figura de “nerd” da família, que os abandonou para ficar ao lado dos interesses do Ministério da Magia e retornou quando ocorreu a batalha final.

Gina, a única filha mulher, tornou-se nada menos que a esposa de Harry Potter após o epílogo, marcada pela sua personalidade forte e pela paixonite nutrida por aquele que seria seu futuro marido.

Por sua vez, Gui e Carlinhos são os dois filhos mais velhos, este primeiro funcionário do banco bruxo Gringotes e casado com Fleur Delacour, representante da Academia Beauxbatons no Torneio Tribruxo. Carlinhos caracterizava-se por ser um excelente jogador de quadribol, mas escolheu morar na Romênia e estudar os dragões. A participação dos dois filhos Weasley mais velhos, no entanto, é pequena nos livros, ao contrário dos demais.

Como o melhor amigo de Harry, é natural que o papel de Rony seja de grande destaque. Ele reúne fãs de todos os tipos, marcado por ser um personagem popular, engraçado e um tanto teimoso. Suas brigas com Hermione, durante toda a série, foram frequentes e causavam justamente a desconfiança de um futuro romance dos dois. Isto não só aconteceu como resultou no casamento mais celebrado da série, que talvez concorra pelo primeiro lugar com a união de Harry e Gina. E apesar das brigas que protagonizou também com o melhor amigo, além da futura esposa, Rony mostrou-se sempre leal e disposto a lutar ao lado do bem. Justamente por isso é uma das figuras mais queridas da série. Para Harry, a amizade de Rony é de fundamental importância, quase como se, ao acatá-lo como filho, a Sra. Weasley tivesse automaticamente ungido os amigos como irmãos.

Harry Potter encontrou na família Weasley o grupo de pessoas mais próximas, a quem, de uma maneira até mesmo torta, conseguiu chamar de sua família, direta ou indiretamente. Nos momentos em que ele mais precisou, a família ruiva mais famosa da Inglaterra estava disposta a acolhê-lo e a lutar ao seu lado. Acima de tudo, os Weasley, chamados inclusive de “traidores do sangue” por não manifestarem o orgulho ridículo de não ter ascendentes trouxas, sempre estiveram ao lado do bem, e o seu apoio foi fundamental. Para o bem ou para o mal, os Weasley são indiscutivelmente membros do grupo mais seleto da série, e terão, eternamente, a admiração dos fãs da saga.

Fonte do Texto: Potterish

Fonte Imagens: Tumblr

Anúncios

Tags:, , , , , ,

Categorias: Especial, Literatura

Pandora nas redes sociais

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: