Anúncios

Da varinha às baquetas

Música com um toque de magia

Sucesso dos livros de Harry Potter refletem e influenciam bandas

por Álvara Bianca

Apenas mais um livro, uma série de livros e filmes. Poderia estar apenas entre corujas, águias, aranhas, um pouco de coragem, lealdade, amizade e  – porque não – sonho e muita magia. Harry Potter não se contentou em apenas ficar no papel ou nas telonas, o seu universo também acabou por entrar na música. Várias bandas surgiram tendo como inspiração o bruxinho. Eles trocaram as varinhas pela guitarra e bateria e começaram a fazer canções. 

Nos Estados Unidos, é grande a onda de bandas inspiradas nos livros de J.K. Rowling. Muitas se tornaram um verdadeiro movimento musical. Essas bandas se inspiram em personagens – como Draco and the Malfoys e The Remus Lupins -, plantas – Whomping Willows -, e até em dragões, como a The Hungarian Horntails.

Uma das bandas que possui um grande destaque chama-se Harry and the Potters. A origem da banda é bem inusitada: tudo começou quando Paul DeGeorge, então estudante de engenharia química na universidade de Cambridge, no Massachusetts, e que participava da banda The Secrets, junto com seu irmão mais novo, Joe DeGeorge, então estudante do ensino médio na Norwood High School, e que participava da banda Ed and the Refridgerators, imaginaram uma banda formada por Harry Potter, no vocal, Rony Weasley, na guitarra, Hermione Granger, no baixo, e Rúbeo Hagrid, na bateria.

Pouco tempo depois, Joe começou a anunciar um concerto onde sua e outras bandas se apresentariam, nos fundos da casa da família DeGeorge. O mais impressionante deste acontecimento é que o público apareceu, mas as bandas não.

No final, eles se apresentaram para as pessoas que permaneceram no local, cerca de seis corajosos. O sucesso foi absoluto e, em pouco tempo, começaram a ganhar fama.

Harry and the Potters foram os precursores e, segundo alguns, os criadores do gênero “Wizard Rock”, caracterizado pelas letras que falam exclusivamente do universo de Harry Potter e um pouco de descaso com a métrica da música.

Para se ter uma ideia do tipo de som, veja o que a própria banda diz no texto de apresentação do site oficial:

Imagine se Harry Potter desistisse do quadribol e criasse uma banda de punk rock. Dê um passo à diante e imagine que ele roubou um vira-tempo e decidiu tocar nessa banda com ele mesmo de alguns anos antes. Imagine que a banda pudesse existir sem comprometer os dois Harry de períodos diferentes. Imagine agora se eles pudessem atuar de forma completamente independente, sem gerentes, agentes, orçamentos, assessores, gravadoras, ou qualquer outra coisa além de entusiasmo e desejo de se divertir.

O sucesso da banda é grande. Já atraíram um público de até 15 mil pessoas. E não é só isso. No auge do fandom Potteriano, quando os livros ainda estavam sendo lançados, eles faziam mais de cem shows por ano e, na estreia do quinto livro, fizeram cinco shows em 24 horas. Até mesmo hoje, depois de todos os livros lançados e filmes no cinema, a banda Harry and the Potters continua se apresentando nos Estados Unidos.

Anúncios

Tags:, , , , , , , , , ,

Categorias: Cinema, Especial, Literatura, Música

Pandora nas redes sociais

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: