Anúncios

Educação em tempos virtuais

por José Salvador Faro

Qualquer reflexão sobre a Educação contemporânea que não leve em conta o impacto das tecnologias da informação e da comunicação (TICs) e sua importância no desenvolvimento de qualquer habilidade escolar – da reflexão acadêmica ao mais elementar exercício aplicado – não tem mais sentido. Digo isso porque em algumas áreas a relação entre o ensino e as TICs ainda é uma espécie de tabu. De um lado, por que a própria Escola muitas vezes ainda continua sendo um lugar divorciado do mundo vivido, uma espécie de santuário onde um suposto “espírito elevado” reina absoluto na sua disposição metafísica de compreender a realidade. De outro lado, por que são os próprios professores que se julgam incapazes de acompanhar a velocidade com que as mudanças tecnológicas vêm ocorrendo. Não é um fato raro encontrarmos situações em que são os alunos os donos de um conhecimento sofisticado sobre o tema para o qual e em torno do qual os “mestres” alimentam uma certa aversão que mal esconde uma condição de inferioridade frente às estropolias que os estudantes criam com o seu precoce e violento aprendizado com essas máquinas infernais que são os computadores.

A internet é o fenômeno mais visível desse processo. Na minha opinião, a rede mundial de computadores vem provocando uma verdadeira revolução na cultura contemporânea e atinge todos os setores de atividades, do comércio à religião. Ela tem sido responsável pelo incremento da velocidade na circulação das informações, pelo aumento no nível de interação social entre seus usuários, pelo crescimento da participação política de todos os que são atingidos pela horizontalização das redes sociais e pela facilidade com que disponibiliza o imenso arquivo humano de dados que hoje é acessado porque quem quer que seja e a partir de dúvidas primordiais ou sofisticados problemas de natureza científica. Como imaginar, então que a educação possa ficar à margem dessas mudanças? Impossível…

Mas há uma contradição nessa riqueza. A internet – e tecnologia que ela carrega consigo – só é efetivamente transformadora e revolucionária se seus usuários não a entenderem como mero instrumento de redução quantitativa de informações. Se o ponto de vista que a justifica ficar restrito à sua natureza instrumental, a humanidade vai acabar sendo empobrecida em sua racionalidade crítica e analítica, já que estará se dispondo a um exercício mimético e formal na sua utilização. Uma escola que tem na utilização da rede uma perspectiva pobremente administrativa, de coleta de instruções desprovida do discernimento intelectual, certamente não contribuirá muito para que as atividades de ensino se enriqueçam com a interação virtual. E o mesmo acontece com o professor e o aluno. Mas num ambiente onde a explosão de dados que a rede permite incrementa a capacidade de análise, que é sempre seletiva e crítica, esse sim será aquele espaço onde alunos e professores podem retirar da internet a maior das potencialidade que ela permite: o crescimento intelectual.

Num país como o Brasil, que sempre chega atrasado na corrida do progresso técnico (uma coisa que nossa história colonial e colonizada nos ensino a fazer), é sempre possível que usemos os equipamentos da rede de forma esvaziada. Não são poucos os exemplos do uso “burro” da rede, um uso cercado de formalismos burocráticos e que buscam o desempenho gerencial e administrativo. No caso da escola, como se a agilidade dos seus procedimentos (tal como numa agência bancária) fosse mais importante que todo o resto. Quando isso acontece, toda a comunidade que poderia tirar proveito efetivo das práticas virtuais acaba perdendo uma oportunidade valiosa de progresso efetivo. Estudantes e professores, portanto, ainda que deslumbrados com o uso da rede (mais os primeiros que os segundos), devem estar sempre atentos para evitar que isso aconteça. Se conseguirem, aí sim as relações entre a internet e a educação serão plenas e enriquecedoras para o conhecimento e a cultura.

Anúncios

Categorias: Uncategorized

Pandora nas redes sociais

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: