Anúncios

Como valorizar a cultura

“Sem cultura moral não haverá nenhuma saída para os homens.” (Albert Einstein)

por Jéssica Oliveira

  • O que você conhece?

Comece pelo sua casa. Você a conhece de verdade? Sabe a história dela? É um bom ponto de partida. Afinal, boa parte de quem você é, só existe em função do lugar que você mora. Tudo tem um passado, e ele revela muito.

Abra o portão. Qual a história da sua rua, do seu bairro? Depois de saber porque ‘raios’ as coisas são como são, já se é possível sair do ninho. Não adianta nada conhecer o mundo e ficar mudo sobre você mesmo.

  • Desaprenda o preconceito

Essa palavrinha que já causou tantos estragos e (infelizmente) ainda causa, só atrapalha. Tá legal, você tem sua tribo, seu nicho, e está super bem assim. Ok. Mas fica difícil até mesmo valorizar isso se você não conhece outras coisas. Tudo que é novo assusta, mas se permita ultrapassar os limites, físicos ou não. Saia da zona de conforto e vá explorar um pouco. Com o tempo fica fácil perceber que boa parte das barreiras foram construídas por você.

  • Um dos 7 pecados: A preguiça

Finalmente foi além dos muros a sua volta. Ótimo. Mas até que ponto? Ouviu falar que vai rolar uma ótima peça ao ar livre e de graça. Mas é longe e bateu aquela preguiça. Já desistiu?! Se mexer um pouco (ou muito) também faz parte…

  • Não invista dinheiro e sim tempo

Não ter dinheiro para conhecer diferentes coisas e lugares já não é mais justificativa. Claro que para algumas opções as verdinhas ajudam, mas é possível se virar muito bem sem elas. Há muitas opções para todos os gostos, bolsos e distâncias. É só pesquisar. Se interessar de verdade por algo faz a diferença. Deixe aquele fim de semana que já estava programado há séculos reservado para algumas mudanças de última hora…

  • Respeito. Passe adiante

Ouviu uma música diferente, ‘por tabela’. Dormiu na metade do filme e nem lembra o nome. Todo mundo já passou por isso. Ninguém é obrigado a gostar de tudo só porque alguém gosta. Não há unanimidade em nada, mas respeitar as diferenças é mais que fundamental. Independente de seus gostos pessoais, alguém investiu tempo e dinheiro para realizar aquilo, da mesma forma que os seus ‘ídolos’. Respeite.

  • Um dedo seu…

Gostou muito de alguma coisa? Compartilhe. Indique. Comente. Participe.

  • Hora de pisar fundo

Agora imagina quantos filmes incríveis não existam do mesmo diretor, do mesmo gênero, com os mesmos atores, na mesma época… Enfim, se aprofunde no detalhe que chamou sua atenção. Você vai perceber que certas sacos não tem fundo mesmo…

E é bom que não tenham.

Anúncios

Tags:, , ,

Categorias: Atena

Pandora nas redes sociais

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: