Anúncios

Ringo Starr

O divisor de águas dos Beatles

Juliane Freitas

 

Richard Starkey Jr. nasceu em 07 de julho de 1940 na cidade de Liverpool, na Inglaterra, onde viveu com a mãe e o padrasto durante a infância e adolescência.

Quando tinha dezessete anos, Richard ingressou numa banda pela primeira vez para realizar um desejo que começara a desabrochar quando tinha apenas 13 anos: o de ser baterista. Ainda criança tocava na fanfarra e desfilava na Orange Day Parade, onde teve o primeiro contato com a bateria e aprendeu a tocar acordeão.

Tocou na Eddie Clayton Skiffle Band durante dois anos, passando a integrar em 1959 a The Raving Texas, que depois passara a chamar-se Rory Storm and The Hurricanes. A banda liderada pelo cantor-showman Rory Storm ficara famosa em Liverpool um ano antes, após vencer um concurso de skiffle – um ritmo muito popular nos anos 50 na Inglaterra, que misturava folk, jazz, blues e country.

Rory Storms and the Hurricanes foram adaptando seu estilo à onda rock and roll que invadia o país e acabaram se tornando a banda mais popular da cidade.

Até então, John, George, Paul, Stuart e Pete não haviam cruzado o caminho de Ritchie, como então era conhecido por seus familiares e amigos.

Os Beatles, com John Lennon nos vocais, George Harrison e Paul McCartney nas guitarras, Stuart Sutcliffe no baixo e Pete Best na bateria, ainda adolescentes, só seriam definitivamente uma banda em 1960.

Ritchie conheceria em Hamburgo, durante uma turnê de sua banda, aquela que seria a principal rival dos Rory Storm no cenário musical de Liverpool. No entanto, em 1962, já rebatizado para a fama Ringo Starr, por causa dos anéis que costumava usar, se bandearia para o lado do inimigo para substituir o problemático e esquentado baterista dos Beatles, Pete Best.

A transição entre as bandas se deu de forma pacífica e Ringo esperou que os Hurricanes tivessem um novo baterista antes de sair.

Em 18 de agosto de 1962, os Beatles assumiram, com a entrada do novo integrante, a formação que duraria até o fim da trajetória do grupo, em 1970. Neste ano, Ringo lançara seu primeiro disco solo e se dedicava a projetos paralelos, assim como George e John. Para ele, o fim da banda era iminente, já que todos desejavam assumir novos rumos em suas carreiras.

Como Beatle, Ringo Starr compôs apenas duas músicas: Don’t Pass Me By, do álbum White de 68 e Octopus Garden, de Abbey Road, lançado em 1969, curiosamente inspirada num prato de polvo frito que ele experimentara em uma de suas viagens.

O que muitos não sabem, é que além de tocar, ele também cantava, emprestando seus talentos vocais nas músicas Yellow Submarine, Honey Don’t e várias outras.

Hoje, Ritchie soma mais de quinze CDs. Foi o primeiro ex-beatle a alcançar as paradas de sucesso em carreira solo, já em 1971. Também foi o primeiro a completar 70 anos de idade, na metade deste ano. Para comemorar a data especial, Ringo convidou o amigo Paul McCartney para tocar em seu concerto comemorativo no Hard Rock Cafe de Nova Iorque.

Em entrevista para uma rede de TV americana à ocasião de seu 70º aniversário, um Ringo sem cabelos brancos e pinta de cinqüentão contou que quer continuar tocando até não poder mais. O pequeno Ritchie que vivia em hospitais durante a infância, é uma das celebridades vivas da música mais conhecidas e admiradas, com mais de 30 anos na bagagem e uma estrela na calçada da fama.

Para ele hoje, um dos maiores prazeres é poder tocar com outros artistas. Ringo Starr nunca esteve solitário. Já em 1973, lançou um álbum, que levava seu nome, com participação de Lennon, Harrison e McCartney em músicas diferentes.

Anos depois, em 1998, reuniu ícones pop para compor o CD Vertical Man. Alanis Morrisete, Steven Tyler (Aerosmith) e Ozzy Osbourne fizeram parte do disco.

Seu último lançamento, Y Not, deste ano, traz estrelas como Joss Stone e Ben Harper , além de seu eterno parceiro Paul. O álbum ainda não está disponível nas lojas brasileiras, mas pode ser comprado pela internet em sites internacionais. Também é possível assistir a vídeos com as novas canções no You Tube. 

 

A história deste fabuloso baterista, cantor e compositor ainda promete gratas surpresas. Ringo Starr continuará nos lembrando, como uma lenda viva, por que os Beatles foram, em apenas dez anos, um estrondo que ficará marcado na história do rock and roll para sempre.

Fontes: www.ringostarr.com
Revista Rolling Stone
The Beatles: a celebration – Geoffrey Giuliano
CBS News
Entrevista: http://www.cbsnews.com/video/watch/?id=6655773n
Canal do Ringo no YouTube: http://www.youtube.com/ringostarr

Juliane Freitas não se lembra muito bem quando ouviu os Beatles pela primeira vez, mas um dia se deu conta que não só conhecia a banda como cantava junto muitas de suas canções. Aí ela descobriu que os Fab Four eram inevitavelmente parte da sua vida.

Anúncios

Tags:, , , , ,

Categorias: Lira de Apolo

Pandora nas redes sociais

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: