Anúncios

John Lennon

A antologia dos Beatles

O Cristianismo vai desaparecer. Vai diminuir e encolher. (…) Nós, Beatles, somos mais populares do que Jesus neste momento. Não sei qual vai desaparecer primeiro – o rock and roll ou o Cristianismo. Cristo não era mau, mas os seus discípulos eram obtusos e vulgares. É a distorção deles, que estraga o Cristianismo para mim.
John Lennon

 

Thaís Teles

Suas letras ficaram para a história, assim como sua sensibilidade de tocar as pessoas com sua melodia. John Lennon, em parceria com Paul Mccartney, deu vida ao grupo que hoje é considerado um doa maiores mitos da música mundial. Se hoje muitos jovens são influenciados pelas músicas dos Beatles, imagine ter a chance de escutar ao vivo os garotos de Liverpool dizendo “lend me your ears and I’ll sing a song”? Só a idéia é de dar inveja a muita gente. Esses e outros hits deixaram a vida de muitos adolescentes menos dura. O bom e velho rock era a forma de extravasar e encontrar em notas musicais respostas para tantos problemas estampados nas manchetes dos jornais e fatos que  exigiam uma introdução precoce à vida adulta.

Durante os últimos anos que anteciparam a dissolução dos Beatles, John desenvolveu projetos paralelos, como os àlbuns experimentais “Life with lions” e “Wedding album. Em abril de 1970, Maccartney anunciou o fim da banda. Lennon seguiu com seus projetos musicais e no mesmo ano, o lançou “Jon Lennon / Plastic Ono Band”, seu primeiro disco solo que contava com a participação da artista plástica e esposa Yoko Ono, Ringo Star e Klaus Voormann.

A carreira do ex-bleatle é marcada não apenas pela música, mas também pelo envolvimento dele e Yoko em movimentos políticos, cujas principais reivindicações envolviam o fim da Guerra do Vietnã, a paz, os direitos das mulheres e trabalhadores.

Em diversos eventos, Lennon tornou-se porta voz de uma multidão desamparada. A magia de suas canções espalhou-se em  todos os continentes e serviu como hino de muitas realidades. E todo o sucesso que emanava a partir de sua sensibilidade e vontande foi interrompida em de 8 de dezembro de 1980.

John Lennon e Yoko Ono para capa da Rolling Stone

Naquela noite, Lennon e Yoko participaram de uma sessão fotográfica dirigida por Anne Lebowiski. Nas imagens é possível notar o amor entre ambos e o bom momento que vivam na relação – marcada por diversas especulações, entre as quais remete-se o fim dos Beatles em decorrência da interferência constante da artista plástica na vida da banda. De qualquer forma, a sintonia entre ambos estava no auge. Cinco horas depois de registrar para as poderosas lentes de Lebowiski os momentos e contemplações de uma paixão, Lennon estava morto.

Sua vida foi interrompida pela loucura de Mark Chapman, um homem que alegou em sua defesa ter cometido o crime em decorrência de vozes que o persuadiam constantemente com a idéia.  Além da fraqueza mental, o assassino vivia um misto de perseguição e vício com as  frustrações do conturbado adolescente, Holden Caulfiel, personagem central da obra “O apanhador no campo de centeio”. Chapman foi condenado à prisão perpétua e sua história virou filme “O assassinato de John Lennon”, lançado em 2008.  Segundo espectadores, a trama segue uma linguagem documental, uma vez que todo enredo foi filmado nas localidades reais do cotidiano de John e Mark. Todo enredo é fundamentado nos depoimentos, entrevistas e transcrições do julgamento. Uma das citações mais marcantes feitas por Champman e presentes no longa, é a resposta dada quando questionado sobre o sentimento que o preenchia no momento em que disparou contra o ex-beatle: “Não havia emoção ou raiva. Só o silêncio da morte em minha mente”.

Em outubro, diversas homenagens foram feitas ao ex-beatles, que completaria 70 anos. Segundo Yoko Ono, um dos seus maiores compromissos em vida é não deixar a arte de Lennon ser esquecida. Da mesma forma, diversos fãs estão engajados com a mesma iniciativa a fim de perpetuar as melodias, iniciativas  de uma das celebridades mais importantes do século XX.

Anúncios

Tags:, , ,

Categorias: Atena, Música

Pandora nas redes sociais

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Trackbacks/Pingbacks

  1. John Lennon, um sonhador | >>>>> pense fora da caixa <<<<< - 5 de dezembro de 2011

    […] John Lennon, a antologia dos Beatles […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: