Anúncios

Gypsy vem para completar a série de musicais da Broadway em 2010

Por Raquel Almada

 

 

Da esquerda para a direita, Louise (Adriana Garambone), Rose (Totia Meireles) e Tessie Tura (Liane Maya)

 

Em curta temporada em São Paulo, Gypsy- o Musical, mais um clássico da Broadway, traz além de reflexão, um entretenimento de ótima qualidade.  Desde o som da orquestra até o texto, tudo na medida certa.

 

O ano de 2010 foi marcado por outros musicais de grande porte como Hair Spray e Cats, e aguarda a chegada de Mamma Mia, em novembro. Gypsy, passando pelo Rio de Janeiro no início do ano, e chegando aos solos paulistanos em julho, segue em cartaz até o próximo dia 17 e outubro.

Baseado em um caso real, a história se dá em torno do sonho de Rose (Totia Meireles), uma mãe obcecada para que as filhas façam sucesso no teatro de variedades, se tornando estrelas. June (Renata Ricci) e Louise (Adriana Garambone) começam no teatro ainda pequenas, e junto com seu grupo, composto por outras crianças, faziam seu número em diversas cidades do interior americano. June, era a representação da típica estrela mirim de Hollywood, loirinha, engraçadinha. Já Louise, era colocada em segundo plano por Rose.

As meninas cresceram e tudo mudou, pois June cansou de ser o que a mãe projetava e queria viver sua própria vida. Sai do teatro de variedades e segue sua vida independentemente. Quando Rose fica sabendo, entra em choque e resolve focar em Louise, sua última esperança para tornar seu sonho em realidade: ser reconhecida no meio teatral.

Inicialmente Louise, sempre acatando o que a mãe dizia, continuou no lugar de sua irmã. Mas depois, também começou a tomar seu próprio rumo. Por um engano, foram parar em um teatro burlesco, um tipo diferente de teatro, voltado inicialmente para o teatro adulto, onde as atrizes faziam streap tease. Rose inicialmente relutou, até que pensou melhor, e junto com seu empresário, Herbie (Eduardo Galvão), decidem apostar em Louise e ela começa a fazer streap tease, sem cenas de nudez. Mas ela começa a fazer sucesso, e se torna Gypsy Rose Lee, uma das strippers mais bem pagas na história da América no início do século passado, nos anos 30.

Sabemos que em um musical o que conta não é só a atuação dos atores e seus figurinos, mas a música também é imprescindível. Márcio Telles, regente da orquestra do musical, dá um show à parte antes de iniciar Gypsy e a atuação da orquestra é tão bem feita, que o público nem percebe que os arranjos são feitos ao vivo.

Em Gypsy, é possível observar o preparo dos atores nas três horas de duração do espetáculo. Totia Meireles também dá seu show à parte, com uma atuação impecável, tanto nos textos, como nas músicas. Diferente de muitos musicais, além das músicas, tem um texto marcante também, e ainda o preparo dos atores para as coreografias, utilizando técnicas de jazz, sapateado e até ballet, este último feito pela atriz Liane Maya, no papel da stripper do teatro burlesco Tessie Tura.

Para Liane, que utiliza as técnicas de seu método Sing, Move & Breathe, o maior desafio para a interpretação de seu papel foi fazer um número nas pontas e cantar lírico. “Esses desafios foram através de treinamentos diários. Lógico que eu uso aquilo que eu ensino que é o Sing, Move & Breathe, no meu trabalho, que é sempre simultâneo. Não dá para só fazer aula de canto, chegar lá e fazer o espetáculo”, afirma Liane.

 

Liane Maya no papel de Tessie Tura

 

Com uma linguagem bem engraçada, Tessie Tura faz o público rir. “O desafio maior foi ter encontrado um personagem que a princípio não tinha tantas nuances quanto eu comecei a desenvolver nele. Descobrir, pelo texto, que ela era do Texas, a partir daí surgiu “honey, honey baby”, pintou “hello cowboy”, toda uma linguagem que foi aceita pela direção aos poucos. Pintou um leque, uma linguagem meio ‘cartoon’, meio desenho animado, que para mim foi uma coisa maravilhosa”, complementa Liane.

Aliás, o momento em que entra em cena o teatro burlesco é o que tira altas risadas da platéia, o trio Tessie Tura, Mazzepa (Sheila Matos) e Electra (Ada Chaseliov), as três strippers do teatro são engraçadíssimos.

O figurino foi muito bem elaborado, de acordo com cada momento do espetáculo. E as luzes muito bem projetadas, sem causar uma sensação de ‘cegueira repentina’ no público com a claridade logo após a escuridão.

Apesar de um teor dramático, pois a história de uma obsessão pelo sucesso não tem como ser considerada comédia, há várias quebras no decorrer do musical para descontrair a platéia, como é o caso da presença da vaca (de ‘mentirinha’) que faz parte do show de June e as crianças e do momento no teatro burlesco, sem dúvida, o mais engraçado.

Mesmo um espetáculo da Broadway, o espectador não tem a impressão de estar em um filme, como acontece com muitos musicais, como Hair Spray, com falas que parecem dublagem por causa do microfone e música nas alturas. Tudo na medida certa, som, microfone e texto dos atores.

O interessante é a reflexão que Gypsy traz sobre a fama e seus pontos positivos e negativos. Mostra até que ponto a pessoa pode chegar para realizar um sonho, mesmo que doentio, muitas vezes. E também mostra o limite que temos como ser humano.

Retratando os bastidores e a realidade do ‘sonho americano’, com as dificuldades para os atores chegarem ao estrelato, muitas vezes contra a sua vontade, através de uma projeção dos pais, é, além de um musical muito bonito de se ver e ouvir, leva o público à reflexão.

Local: Teatro Alfa
Quando: até 17 de outubro
Horários: Quintas, 21h – Sextas, 21h30- Sábados, 20h – Domingos, 17h
Quanto: Dia 15 (sexta)– platéia preço único R$ 80,00 / balcão preço único R$ 50,00
Dias 16 e 17 (sábado e domingo) – platéia preço único R$ 100,00 / balcão preço único R$ 70,00

Anúncios

Tags:, ,

Categorias: Atena, Teatro

Pandora nas redes sociais

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

um comentário em “Gypsy vem para completar a série de musicais da Broadway em 2010”

  1. 15 de outubro de 2010 às 20:32 #

    Olá

    Eu sou a Kinha do blog AMIGA DA MODA e também estou concorrendo ao prêmio TopBlog, na categoria variedades. Vim fazer uma proposta: “UM VOTO POR UM VOTO”. Eu voto em seu blog e vc no meu. Que tal a proposta?
    Gostei do se blog e estou te seguindo. Se gostar do meu, me siga também.
    Vou aguardar a sua visita.

    http://amigadamoda.blogspot.com

    Bjo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: