Anúncios

Pink Floyd e o Início do Rock Progressivo

Por Bruno Motta

Dos reefs progressivos aos solos que se tornaram clássicos, o Pink Floyd revolucionou a música do final dos anos 60 à metade dos anos 90, quando a banda cessa a sua produção inovadora. Considerada uma das bandas que trouxeram o fenômeno chamado Rock Progressivo às paradas musicais de maior sucesso de todo mundo, o Pink Floyd traz solos de guitarra carregados de emoção e efeitos especiais e de iluminação quase cinematográficos garantidos pela fantástica produção nas suas apresentações.

A banda surge em 1965, fundada por Syd Barret que escolheu seu nome devido à influência de dois nomes do Blues, os músicos Pink Anderson e Floyd Council. Apesar da saída de Barret logo no início da formação original do grupo, David Gilmour (vocalista e guitarra solo) e Roger Waters (vocalista e baixista), ainda sob sua influência, lançaram a banda no Universo Musical. As composições são em sua maioria de Waters e Gilmore e expressam sentimentos, estados de espírito, pensamentos ideológicos e opiniões dos compositores.

É possível encontrar em cada melodia as mais diversas influências, tais como Blues, R&B, música erudita orquestrada, Jazz, Hard Rock e do rock dos anos 60, além de efeitos que imitam sons da natureza e sons criados pelos homens e suas máquinas. As músicas são extensas e enriquecidas com solos grandiosos que contam com a participação de diferentes instrumentos e de backing vocals que garantem mais uma característica de perfeição em complemento à melodia.

O álbum mais famoso, considerado o terceiro mais vendido entre todos os tempos e que atingiu o primeiro lugar na Billboard é o Dark Side of the Moon (1973), envolvido em diversas polêmicas ao abordar em suas letras, temas como dinheiro, guerra, loucura e morte, além de uma possível e provável “intertextualidade sonora” com elementos do filme “O Mágico de Oz” (1939), ainda que tal relação seja negada pela banda.

Waters sai do grupo no final da década de 80, prevendo erroneamente que este fosse decair com a sua ausência. A partir de então, Gilmore assume a liderança da banda, lançando ainda mais três álbuns, incluindo um dos mais famosos, o Pulse, que contou com a regravação dos principais hits da banda como, Wish You Were Here, Shine on Your Crazy Diamond, Breathe, Comfortably Numb, Money, Time, entre outros.

Com o término da banda, David Gilmour se lança em carreira-solo, contanto com a participação de grandes músicos em cinco álbuns como, Richard Wright, Robert Wyatt, Dick Parry, David Bowie, entre outros Entre esses álbuns destacam-se os mais recentes, “On the Island”(2006) e o show da turnê “Remember that Night”(2007).

O Pink Floyd representa uma enorme inovação no cenário musical de sua época e ainda hoje leva muitos fãs à loucura ao experimentarem com todos os seus órgãos dos sentidos uma explosão de diferentes sentimentos e percepções escondidas em cada nota e combinação de melodia e letra, num movimento psicodélico e sinestésico.

Discografia

A Saucerful of Secrets (1968)

Music from the Film More (1969)

Ummagumma (1969)

Atom Heart Mother (1970)

Meddle (1971)

Obscured by Clouds (1972)

The Dark Side of the Moon (1973)

Wish You Were Here (1975)

Animals (1977)

The Wall (1979)

A Collection Of Great Dance Songs (1981)

The Final Cut (1983)

A Momentary Lapse of Reason (1987)

Delicate Sound Of Thunder (1988)

The Division Bell (1994)

P•U•L•S•E (1995)

Anúncios

Tags:, , , ,

Categorias: Música

Pandora nas redes sociais

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

3 Comentários em “Pink Floyd e o Início do Rock Progressivo”

  1. Simone
    6 de julho de 2011 às 20:01 #

    I love Pink Floyd very much! SimoneBarroso

  2. Junior
    13 de julho de 2012 às 17:35 #

    Falta um disco na lista da discografia, “The Piper at the Gates of Dawn de 67”, o primeirão!

  3. 13 de setembro de 2012 às 9:19 #

    pink floyd só tem os travesti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: