Anúncios

Um homem de teatro

por Diogo Leite

O teatro está em luto. Morreu na manhã do último sábado, 26 de junho, o crítido, ator, diretor,  escritor e integrante da cia. Satyros  Alberto Guzik, vitimado pelo um câncer do estômago, estava internado desde o dia 2 de fevereiro no Hospital Santa Helena.

Um dos mais ativos críticos teatrais no Brasil, Guzik como era chamado, iniciou sua carreira nos palcos, aos cinco anos de idade, na peça Peter Pan, por longos quinze anos fez teatro infanto juvenil. Tempos depois formou-se em direito pelo Mackenzie. Paralelamente cursa também artes cênicas da Escola de Artes Dramática (EAD).

Um ano depois de se formar, atua na peça O Processeo, baseado no romance de Franz Kafka, no Teatro Arena, antes de encerrar a temporada larga os palcos. Partir daí decide que sua contribuição seria mais importante fora dos palcos, mas não longe, acompanhando de perto, da platéia.

Passa a assinar a coluna teatral do Jornal Shopping News, depois colaborou no Última Hora,  revista Istoé, o Jornal da Tarde e por fim O Estado de São Paulo. No JT ele dividia a coluna com ninguém menos que o grande critico Sábato Magaldi.

No Caderno 2 do Estadão, ganhou fama por sua crítica militante, sempre tendo como alicerce em seus comentários o trabalho do ator, com muito respeito a classe teatral, que exergava nele, um grande incentivador de montagens alternativas, onde a atenção é voltada exclusivamente para o intérprete.

Chegou a fazê-la também na televisão, onde levou suas críticas analíticas para o programa Metrpólis da TV Cultura, ajudando a difundir as peças de teatro que estavam em cartaz na cidade.

Este que vos escreve, teve a oportunidade de vê-lo muitas vezes em teatros,  confesso que sua voz grave sempre me chamou atenção. Sempre que o via em platéia de um teatro, ficava atento a sua crítica.

Sempre foi preciso e muito respeitoso com que escrevia, tinha consiência que era acompanhado por muito leitores e influênciava a permanência de um peça em cartaz.

Lembro que uma vez fez uma crítica da peça Da Gaivota, uma adaptação de A Gaivota de Tchecov, dirigida por Daniela Thomas  que tinha um elenco incrível, Fernando Montenegro, Fernanda Torres, Nelson Dantas, Celso Frateschi, Mateus Nachtergaele e Antônio Abujamra.

Escreveu que, mesmo tendo um elenco estrelar, o que importava não era o papel que esse ou aquele ator desempenhava no palco e sim a carga de verdade que o ator dava aquele personagem, ou seja, não existem grandes papeis e sim grande atores.

Termino que texto com o último post de Guzik, no blog dele. Evoé!!

“neste deslumbrante amanhecer, em plena segunda-feira de carnaval, embarco em minha viagem rumo à travessia do rio letes e à descida para o hades. quando voltar, relatarei o que vi e vivi. o hades não é um reino fácil de se visitar. ninguém retorna de lá sem estar transformado. sei disso. e prometo partilhar com os leitores destes dias e destas horas aquilo que vou vivenciar. dionisos me acompanha na viagem, além de ótimos amigos e do amor de muita gente. evoé.”

Anúncios

Categorias: Teatro

Pandora nas redes sociais

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

um comentário em “Um homem de teatro”

  1. 30 de junho de 2010 às 22:33 #

    Parabéns Diogo pela reportagem! Muito boa.
    confesso que nunca tinha ouvido falar desse gênio do teatro.
    a sua reportagem com certeza veio ampliar e agregar ainda mais conhecimento para minha formação e sobretudo despertar uma profunda reflexão sobre esse universo maravilhoso das artes cênicas. Um grande abraço e continue assim meu amigo que você irá muito longe se Deus quiser!
    Abraços….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: