Anúncios

Profissão: repórter

Por Rafa Albuquerque

Apesar do título dessa postagem, o conteúdo nada tem a ver com o programa de TV do Caco Barcellos e muito menos com o filme de 1975 do cineasta italiano Michelangelo Antonioni. Oposto a tudo isso, o novo jogo da Nintendo, Imagine: Journalist, que é um lançamento apenas para o console portátil DS, coloca você na pele de uma jornalista.

Vivendo como um repórter do TV Fama

Mesmo com toda a abrangência que a profissão jornalística possui, os produtores do jogo acomodaram-se em produzir cotidiano profissional completamente idealizado. A própria sinopse do game ilustra: “ Imagine: Journalist permite que você faça sua carreira subir  de um jornal local para o seu próprio programa de TV nacional. Mantenha seus olhos e ouvidos abertos para pegar as últimas notícias. Gravar entrevistas e tomar as melhores fotos. Escreva seus melhores artigos revelando as fofocas mais quentes para o seu público.”

Assim, você construirá sua carreira no jogo. Precisa, basicamente, fazer o que um jornalista de futilidades realiza todos os dias: correr atrás de celebridades instantâneas, esportistas, fotografar novos casais famosos, coisas do gênero. E os acessórios utilizados são os mesmos de um repórter real, como gravadores, câmeras fotográficas etc.

Fatalmente, a nova aposta da Nintendo é o jogo errado para o público errado. Por ser direcionado para as crianças, as imagens são extremamente coloridas e confortáveis. Mas, sinceramente, quantas crianças vão se interessar em ficar mais de duas horas na frente da TV para conseguir um furo jornalístico enquanto há um campeonato de Winning Eleven na casa do vizinho?

O fato é que, em sua essência, o jogo deixa muito a desejar, e nada tem de parecido com a profissão jornalista (ou como ela deveria ser).

Como já aconteceu em muitos outros jogos, a Nintendo fracassa ao tentar reproduzir a “vida real”, além de, em certa maneira, distorcer as reais funções dos jornalistas. Second Life, The Sims e — por que não —  o Orkut já demonstraram que ao invés de transpor nossa vida para o plano virtual acabam sendo utilizados apenas como uma máscara que encobre nossos defeitos, alienando os usuários de suas próprias vidas. Assim, torna-se mais cômodo viver em um simulador de vida que em São Paulo, por exemplo. E o mesmo acontece com Imagine: Journalist.

Anúncios

Tags:, ,

Categorias: Ciência e Tecnologia

Pandora nas redes sociais

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: