Anúncios

Eleições no Reino Unido

 Por Érica Perazza

 

Gordon Brown

Neste ano de 2010, se realizarão as eleições britânicas, entre maio e junho, sem uma data certa, convocadas pelo próprio primeiro-ministro.

Como sabemos, o sistema eleitoral britânico é de regime parlamentarista, isto é, possui a Rainha como representante da nação e o primeiro-ministro que governa o país. Em geral, os membros do parlamento são eleitos pelo voto popular. Após as eleições legislativas, o primeiro-ministro é escolhido por convite formulado pelo chefe de Estado ao representante da maioria no parlamento ou por votação no legislativo.

A qualquer momento, diante de uma crise, o Parlamento pode ser dissolvido e serem convocadas novas eleições.

Ainda, neste regime o primeiro-ministro já assume o cargo com maioria no Legislativo, o que evita as negociações tão burocráticas ( e nada democráticas). Mas é exatamente este o problema nas eleições inglesas 2010. O baixo apoio ao sucessor do cargo de Tony Blair, Gordon Brown, deixa especulações em torno do Parlamento.

As cadeiras não definiram uma maioria e por este motivo, o partido dos Trabalhistas corre atrás de uma aliança. Este impasse pode gerar um governo fraco e de curto prazo, e portanto novas eleições teriam que ser convocadas. Brown disse que ele e o líder do partido liberal democrata, ex-jornalista e ex-deputado, Nick Glegg, possuem as mesmas ideologias. Sim, ele disse isso. Parece que essas semelhanças de ideias se misturam em algum outro lugar além do Brasil.

Com a baixa de Brown, a vantagem é do partido conservador (Tories) que também busca uma coaligação com Glegg. David Cameron, descendente direto do Rei Guilherme IV, é o líder do Partido Conservador e da oposição na Casa dos Comuns (House of Commons) e vence pela sua popularidade, que por sua vez, passa para o Conservadores, que não é tão popular quanto o partido dos Trabalhistas de Gordon Brown. Possivelmente, sem Brown, os Trabalhistas venceriam as eleições. Caso a economia melhore neste primeiro trimestre, os Trabalhistas têm mais chance de passar os Tories. Mas Brown teria que antecipar as eleições para março. Enquanto ele pensa nas possibilidades e nos impasses, Cameron e sua equipe Cameron’s new media aumentam seu “ibope”, falando diretamente com os eleitores na internet através do Facebook e Twitter.

 
Anúncios

Tags:, , , ,

Categorias: Política Internacional, Reino Unido

Pandora nas redes sociais

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: