Anúncios

Adoniran e sua cidade

por Rafa Albuquerque

Na curta história de nosso país, há inúmeras coisas das quais podemos (e com muita razão) reclamar, especialmente quem vive em cidades como São Paulo. Mas uma coisa é inegável: raros países possuem uma produção musical tão rica quanto a nossa.

Adoniran Barbosa no Viaduto Santa Efigênia
Adoniran Barbosa no viaduto Santa Efigênia

Também conseguimos outra proeza quando relacionamos um gênero musical à um certo lugar. Assim como a Bossa Nova estará sempre casada ao Rio de Janeiro, o Samba, o tradicional samba paulistano, aquele feito nas esquinas dos bares sob a garoa fina, na época em que o “baladeiro” era chamado de boêmio e todos usavam terno e chapéu,  jamais se desligará da cidade de São Paulo.

E pode até soar irônico, mas o maior nome do samba paulistano não nasceu em São Paulo. Pouco conhecido por seu verdadeiro nome, João Rubinato, Adoniran Barbosa é de Valinhos, cidade próxima a Campinas. Rubinato achava que João Rubinato não era um nome de sambista. Então tomou de um amigo o nome Adoniran e, do sambista Luiz Barbosa, adotou o Barbosa.

Junto com o grupo Demônios da Garoa, fundado em 1940 considerado o mais antigo grupo de samba do país e, por consequência, do mundo, criaram o samba que mais caracteriza a cidade de São Paulo quando se juntaram à Adoniran Barbosa, em 1949. Nascia aí a parceria que resultaria nos maiores sucessos do grupo.

Em praticamente todas as músicas há uma menção a São Paulo, ou são diretamente sobre a cidade. Um exemplo disso são “Saudosa Maloca”, “O Samba do Arnesto”, “Vila Esperança”, “Vai no Bexiga pra Ver” e “Viaduto Santa Efigênia”. Além de mostrar os problemas da população pobre da capital em “Saudosa Maloca”, eles também são citados na música “Despejo Na Favela”. Um problema crônico de moradia que se arrasta até hoje.

Adoniran, que nesse ano faria seu 100º aniversário, é São Paulo em forma de música, no seu bom humor, em seu português particular e em seus sambas chorosos.

Anúncios

Tags:, ,

Categorias: Especial, São Paulo

Pandora nas redes sociais

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

um comentário em “Adoniran e sua cidade”

  1. Roberta
    30 de janeiro de 2010 às 13:58 #

    Muito bom o centenário de Adoniran pros paulistanos lembrarem de um dos sambistas mais…fodas que viviam aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: