Anúncios

Morre sobrevivente aos ataques a Hiroshima e Nagasaki

Por Érica Perazza

.

O engenheiro japonês, Tsutomu Yamaguchi, que trabalhava na Mitsubishi como desenhista de projetos de navios navios petroleiros,  ficou famoso e entrou para a História como o único sobrevivente oficial aos ataques nucleares das cidades de Hiroshima e Nagasaki, onde morreram imediatamente aproximadamente 140 mil pessoas e outras 70 mil, respectivamente

No dia 30 de abril de 1945, Berlim era tomada pelas tropas soviéticas enquanto o Füher, Adolf Hitler cometia suicídio. No dia 07 de maio, a Alemanha finalmente se dá como vencida. Porém, os conflitos no Pacífico entre Eua e Japão ainda não tinham terminado. No dia 06 de agosto, às 8h15, a primeira bomba atômica explodiu em Hiroshima enquanto Yamaguchi caminhava apenas dois quilômetros de distância. Ele sofrera algumas queimaduras graves nos braços. Ferido, depois de passar a noite no hospital, decidiu retornar a cidade em que vivia, Nagasaki. Três dias depois, em  9 de agosto, às 11h02, mal imaginava que a três quilômetros de distância de uma conversa com seus amigos sobre o primeiro bombardeio, presenciaria novamente um cenário de destruição. E por milagre, sobrevivera mais uma vez. “Acreditei que o cogumelo atômico havia me seguido até aqui”, confessou. Nos dias seguintes à explosão da bomba nomeada carinhosamente de “Little Boy” (sua potência equivalia a 12,5 mil toneladas de TNT), metade do total de vítimas morreu em Hiroshima e 92% dos edifícios e casas foram destruídos.  Em Nagasaki, mesmo doze horas depois, dava para enxergar uma pira de fogo a mais de 320 km de distância provada pela bomba “Fat Man” ( equivalente a 22 mil toneladas de TNT). Como até hoje pessoas sofrem de câncer, estima-se que o número total de mortos entre as vítimas do bombardeamento fica em torno de 240 mil pessoas, em cada cidade.

Somente em 15 de agosto, o Japão se rende. A decisão americana assassina de milhares de japoneses foi motivada, segundo eles próprios, ao alto risco de ataque ao território japonês, já que havia grande resistência da população, o que poderia significar altas baixas militares dos Eua.  Hiroshima e Nagasaki, na verdade foram alvos por serem as regiões mais desenvolvidas industrialmente do Japão na época. Como se houvesse razão num holocausto nuclear!

A ideia a princípio era destruir o Japão inteiro, mas seria preciso pelo menos nove bombas atômicas, todavia, como relatou, Henry L. Stimson, Secretário de Defesa dos Estados Unidos, eles não possuíam mais outras bombas atômicas disponíveis e levaria muito tempo para fabricar outras. O cientista que colaborou com o desenvolvimento das bombas, Leo Szilard, uma vez disse: “Se tivessem sido os alemães a lançar bombas atômicas sobre cidades ao invés de nós, teríamos considerado esse lançamento como um crime de guerra, e sentenciado à morte e enforcado os alemães considerados culpados desse crime no Tribunal de Nuremberg”.

Nascido no dia 16 de Março de 1916, Yamaguchi, mesmo com a exposição a radiação, teve uma vida relativamente saudável. Ele perdeu a audição do ouvido esquerdo devido a explosão de Hiroshima, ficara temporariamente careca. Mas apenas no final de sua vida, ele começou a sofrer cataratas e leucemia aguda, doenças relacionadas com a radiação. Após a morte de sua mulher em 2008 de câncer de rim e de fígado, devido a um envenenamento por radiação de chuva negra após a explosão de Nagasaki e de um dos seus três filhos, que herdou a exposição dos pais, o japonês decidiu se dedicar a palestras sobre sua sobrevivência e a defesa da abolição de bombas nucleares.

No passado 04 de janeiro, faleceu devido a um câncer de estômago, aos 93 anos.

Anúncios

Tags:, , , ,

Categorias: Ásia, Educação e História

Pandora nas redes sociais

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: