Anúncios

Bolo de Reis

Por Diogo Leite

Este doce que é degustado entre o dias 25 de dezembro até 6 de janeiro é carregado de simbologia, uma vez que representa os presentes oferecidos ao menino Jesus pelo Reis Magos (Baltazar, Belchior e Gaspar). A forma de um anel, simboliza a coroa, a côdea (parte exterior) representa o ouro, as frutas secas e as cristalizadas a mirra, e o incenso está no aroma do bolo.

Como os reis magos disputaram entre si o direito de entregar o presente ao menino Jesus, um padeiro teve a idéia de fazer um bolo e esconder um fava dentro da massa, quem a encontrasse teria o direito de fazer o direito de entregar os presentes. Não se sabe qual foi o contemplado com a fatia premiada, mas ao longo dos anos essa tradição ganhou o mundo.

Muitos pesquisadores associam o bolo de reis, ou galette des rois, à mitologia clássica. Os antigos romanos o faziam em festa para honrar Saturno, o mais jovem dos titãs. Como o bolo, ou galette, fazia referência aos reis teve sua sobrevivência ameaçada durante a Revolução Francesa, alguns rebelados queriam mudar o nome de Jour de Rois (Dia de Reis) para Jour des Sans-Culottes (algo como Dia dos Descamisados).

O bolo chegou em Portugal na século 19, como nome de bolo-rei, lançado pela Confeitaria Nacional de Lisboa, ainda em funcionamento. Lá foi sucesso imediato. Com a proclamação da república em 1910, os republicanos o chamaram de bolo presidente ou bolo arriaga, em homenagem ao primeiro presidente português Manuel José de Arriaga (1840-1917). Passado esse período o bolo recuperou sua identidade.

Outros países assimilaram essa tradição, que a França reclama pra si, com receitas parecidas. Nos Estados Unidos têm o king cake, na Grécia a vassilopita, na Espanha o roscón e no México a rosca de reyes. Aqui no Brasil, quem trouxe essa receita foram os portugueses, a cerca de 200 anos atrás.

Na França, é preparado em duas versões: uma é com brioche coberto com frutas cristalizadas e a outra uma torta de massa folhada com creme de amêndoas. Ambas levam um bonequinho de porcelana, quem o encontrar terá um ano de prosperidade, mas terá que comprar o bolo no ano seguinte.

A culinária brsileira não tem o costume de usar massa folhada em suas receitas, então o bolo é feito à base de farinha de trigo e fermento, com frutas secas ou cristalizanas, com fios de ovos e cerejas como enfeites. E ao contrário do bonequinnho de porcelana francês, aqui utilizamos uma aliança, dedal ou moeda com supresas, que segundo a tradição,  quem encontrasse a aliança teria casamento certo no ano seguinte, dedal encalharia e moeda enriqueceria.


Anúncios

Categorias: Atena, Cardápio de Démeter

Pandora nas redes sociais

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: