Anúncios

Almodóvar em Cartaz

Por Raquel Almada
 
O polêmico e admirado cineasta espanhol Pedro Almodóvar, já conhecido por ter em sua vasta lista de best-sellers, filmes como Fale com Ela, Tudo Sobre a Minha Mãe, Má Educação e Volver, apostou em 2009 no filme Abraços Partidos.

 O autor, que nunca pôde estudar cinema, pois não tinha condições financeiras para arcar com seus estudos, com 25 anos de carreira, traz para a telinha algumas peculiaridades. Suas películas têm como características principais lugares lindos e paradisíacos, e cores vibrantes, com significados específicos. E nessa mistura de imagens, cores e sons, o espectador se vê absolutamente envolvido em suas tramas, não conseguindo sair do assento até ver o desfecho da trama.

Almodóvar tem esse dom de entreter e deter os espectadores no filme, pois nada está lá por acaso, e todos os detalhes são como peças de quebra-cabeça que juntando, resulta em uma bela e excêntrica imagem.

Abraços Partidos traz a história de Mateo Blanco, um escritor muito renomado, mas que é cego. Já começa a partir daí o detalhismo do filme, pois mostra as dificuldades que uma pessoa cega enfrenta para fazer certas coisas, ficando dependente dos outros, e também a facilidade que o ser humano tem de se adaptar com o novo, mesmo que este novo não seja muito confortável. O autor consegue explorar bem a cegueira, de uma maneira a se tornar praticamente real, dando a nítida impressão de que o personagem verdadeiramente é cego.

É interessante, pois o porquê de ele estar cego, que é evidente no filme desde o início que ele não nascera sem a visão, é revelado somente na metade para o final do filme. Essa revelação ocorre no momento mais instigante do filme, que é quando ele começa a contar a sua trajetória e porque ficou cego, a Diego, filho de Judit, sua fiel companheira e diretora de produção. Mateo havia visto o menino crescer, e queria contar a verdade de toda aquela saga, que até então estava como um quebra-cabeça desmontado.

         O interessante é a não linearidade do enredo, pois são duas histórias ao mesmo tempo, o presente e o passado se confrontando a todo instante no filme. Mateo conta que se apaixonou por Magdalena (representada por Penélope Cruz), uma mulher batalhadora e misteriosa, que teve que se tornar amante de seu chefe, Ernesto, pois dependia financeiramente dele para ajudar no tratamento de câncer de seu pai.

         Eles se apaixonam loucamente e sofrem um acidente, onde Magdalena morre. Porém, o mistério fica em como aconteceu esse acidente. Seria a mando de Ernesto?

         A resposta vem à tona no final do filme, com uma surpresa maior ainda para Diego. Assim, termina o filme com as duas histórias se juntando e se transformando em uma só.

         Com um final surpreendente, vale a pena conferir o filme, que ainda está em cartaz nos cinemas da cidade.

 Crédito foto: Site Abril

Anúncios

Tags:,

Categorias: Atena, Cinema

Pandora nas redes sociais

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: