Anúncios

Literatura fashion

Por Érica Perazza

A moda saiu das passarelas e foi parar nas prateleiras de livrarias. A seguir, uma seleção de livros que você não pode deixar de ler.

O livro Moda, Globalização e Novas Tecnologias de Suzana Avelar fala sobre o impacto desses fenômenos exercidos sobre estilistas, consumidores e sobre a cultura contemporânea, traçando a relação entre designers e artistas da primeira metade do século XX, que pontuaram o surgimento da cultura digital e biotecnológica na indústria da moda.
Maria Antonieta com seus trajes, penteados excêntricos e também modernos, não somente revolucionou a moda de seu tempo, revolucionou o seu tempo através dela. Em “Rainha da Moda”, a autora Caroline Weber retrata de uma forma única essa biografia da rainha francesa que traz belas ilustrações.
 

 

“A roupa e a moda: uma história concisa” de James Laver, um dos maiores especialistas ingleses na história das roupas, já se tornou um verdadeiro clássico da literatura da moda. Neste livro, é apresentado as principais etapas da evolução – principalmente em termos do desenho e dos materiais – do vestuário no mundo ocidental, desde a invenção da agulha na Pré-História, há cerca de 40 mil anos, até a atual revolução do prêt-à-porter e do jeans.

A moda é um fenômeno essencialmente ocidental e moderno. Grandes momentos históricosas determinaram a organização social das aparências. O filósofo francês, Gilles Lipovetsky em seu livro “O Império do Efêmero”, trata da moda com reflexão, conferindo-a com um caráter libertário.

“Ditadura da moda” de Nina Lemos, conta a história de Ludimila Correia, uma garota que dita a moda, filha de comunistas, nascida em plena ditadura militar. Nenhum detalhe de sua vida poderia profetizar que ela se tornariaa uma das pessoas sentadas na primeira fileira de desfiles.

“Moda & Guerra – Um Retrato da França Ocupada” de Dominique Veillon retrata o cotidiano da sociedade francesa durante a Segunda Guerra Mundial. A autora relata os anos negros da Ocupação alemã – que impôs à França pesadas leis de reserva de estoques e limitações drásticas de recursos, a descoberta de materiais alternativos e a redução das metragens habitualmente empregadas permitiram à alta- costura francesa se manter inovadora. Apesar de todos os estratagemas empregados pelos alemães a fim de transferir o centro da moda para Berlim, Paris conservou sua fama de capital da moda. O livro conta que o que buscam na moda é aquilo que ela tem de revelador do ambiente político, econômico e cultural de sua época. A edição brasileira inclui farta iconografia, glossário de termos da moda, biografia de celebridades do mundo da alta-costura no século XX e descrição de revistas e periódicos citados.

 

Anúncios

Categorias: Literatura, Moda

Pandora nas redes sociais

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: