Anúncios

46 anos livre na história

Há exatos 46 anos, em 21 de agosto de 1963, a Ilha-Prisão de Alcatraz, situada na baía de São Francisco nos Estados Unidos, foi desativada devido ao elevado custo de manutenção.

Alcatraz era apenas uma base militar de 1850 a 1930. Porém em 12 de outubro de 1933 quando foi adquirida pelo Departamento de Justiça dos EUA, transformou-se numa Prisão Federal de Alta Segurança.

 
Em 1969, um grupo de nativos norte-americanos, baseado num Tratado Federal de 1868, que permitia que os nativos utilizassem todo o território que o governo não usava ativamente, criou um movimento que ocupou a ilha. Após quase dois anos de ocupação, eles foram convidados a se retirar, pois o Governo Federal decretou que a ilha ainda era propriedade estatal.

Suas portas abriram pela primeira vez em 1º de Janeiro de 1934. Vários criminosos famosos foram presos e passaram a habitá-la, inclusive Al Capone, Robert Franklin Stroud e Alvin Karpis. As tentativas de fugas geralmente não eram bem sucedidas. Os fugitivos quando não eram mortos, afogavam-se nas frias águas da Baía de São Francisco. Clint Eastwood estrelou o filme “Escape from Alcatraz” de 1979. Os famosos Mythbusters (Caçadores de Mitos) até testaram a história em um episódio de sua série.

 

A Fundação Global da Paz propôs a demolição da prisão e a construção de um centro cultural em seu lugar. Entretanto, o projeto não conseguiu passar pelo Congresso. Com 72% de rejeição dos eleitores, Alcatraz foi considerada muito rica em história para ser destruída.

Atualmente, é um ponto turístico operado pelo National Park Service junto com a Área de Recreação Golden Gate.

Por Érica Perazza

Anúncios

Categorias: Educação e História, EUA

Pandora nas redes sociais

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

um comentário em “46 anos livre na história”

  1. nirla
    9 de janeiro de 2010 às 14:44 #

    tudo q é relacionado a Alcatraz, aumenta ainda mais minha curiosidade, de conhecer de perto. Estive algumas vezes no prédio do antigo DOPS, aqui em Saõ Paulo, lá tbm existem preservadas várias celas, onde eram aprisionados os presos politicos na época da ditadura. Todo o acervo é muito interessante, educativo e esclarecedor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: