Anúncios

As expectativas para o consumo de água

por Rafael Albuquerque

Dia após dia, o consumo de água por todo o planeta se torna maior, mas, ao mesmo tempo, também aumentam a necessidade de consumi-la, a escassez e sua má distribuição. E diminuir o desperdício tem sido um grande desafio para os governos e empresas que produzem suprimentos nos campos. Estima-se que muitos países utilizam entre 70 e 90 por cento de suas águas apenas na agricultura.


 

Uma das possíveis causas pelo consumo desenfreado de água para a produção de alimentos é o grande número de pessoas que seguem – e que continua crescendo – uma dieta rigidamente ocidental, ou seja, baseada no consumo de carne. Uma alimentação desse gênero utiliza, por dia, aproximadamente 5.000 litros de água, enquanto uma dieta que contenha mais vegetais, frutas e verduras consome 2.000 litros diários.


 

 

Além disso, a corrida pela produção de biocombustíveis aumenta o uso do produto. Nos grandes países que seguem em desenvolvimento, como Brasil, China e Índia, a utilização da água para esse fim é ainda maior, também levando em consideração que tais países têm grandes populações e taxas de natalidade são crescentes. Até 2050, haverá um acréscimo de 2,3 bilhões de pessoas na população mundial, e o sucesso da alimentação de todas as pessoas só acontecerá com mudanças nas dietas e economia no uso da água.


 

 

“Em 2050, será preciso cerca do dobro da quantidade de alimento e forragens e do dobro de água que temos agora. Minha hipótese é que esse porcentual [de água utilizada na agricultura] se reduzirá para 60 a 70 por cento por causa da competição para outros usos, tais como a urbanização”, disse Colin Chartres,diretor do Instituto Internacional de Gerenciamento de Água.


 

 

Outro grande problema ligado ao consumo de água são as alternativas propostas pelos governos, obras de longo prazo que não agradam grupos ativistas. No Brasil, a transposição do rio São Francisco tem a promessa de distribuir melhor a água para a população nordestina que vive na região semi-árida do país. Atualmente, ela está orçada em cerca de R$ 4,5 milhões, mas gera sempre muita polêmica e protestos por quem é contra a realização do projeto.


 

 

Contando com o aumento da população, o uso mais racional da água é uma atitude obrigatória, tanto de empresas e da população, para que sua distribuição seja mais justa e maior. Somente assim, em conjunto com uma reeducação alimentar e comportamental dos moradores de grandes cidades, as futuras gerações terão – possívelmente – a garantia de acesso à água potável dignamente.

 

 

Anúncios

Tags:

Categorias: Os titãs de Gaia [Meio Ambiente]

Pandora nas redes sociais

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: