Anúncios

Sem fronteiras

A discussão acerca da educação a distância

Necessidade ou facilidade?

Por Thaís Teles

Anos passam, teorias antigas são substituídas por ações que fazem parte da cotidiano profissional de muitas pessoas, as responsabilidades adquiridas em decorrência da profissão contribuem para que a saudade dos tempos de estudo sejam cada vez mais fortes e marcantes. Não são poucas as pessoas que relatam como foram incríveis e marcantes os anos dourados de faculdade, sempre acompanhados de festas e muitas descobertas.

Nos últimos anos essa troca de experiência, fundamental na vida de muitas pessoas, vem sendo substituída por um novo método de formação: a educação a distância. O advento dessa nova maneira de formar profissionais levanta o debate para a qualidade da aprendizagem não presencial.

Projetos como “Sistema Presencial Mediado”, desenvolvido pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA), dá aos alunos que vivem em comunidades distantes na mata a possibilidade de ter acesso ao ensino superior com aulas transmitidas ao vivo pela televisão. Segundo entrevista dada ao Estadão, Kátia Neles, doutorada em Engenharia da Computação pelo projeto afirma que “nestas situações a educação a distância não é uma escolha, mas sim uma necessidade”.

As opiniões acerca do assunto divergem constantemente, estudantes, professores e alunos acreditam que esse tipo de formação contribui para o amadurecimento e autodidatismo da sociedade, outros discordam, dizem que o debate de idéias proporcionado pelas universidades é insubstituível e que a não ocorrência dessa experiência contribui para a formação de profissionais incapacitados para atuar no mercado de trabalho.

Segundo a estudante Isabela Bueno a aprendizagem a distância pode ser uma opção para muitas pessoas: “Depende do curso a ser ensinado. Se for um curso simples e o aluno se disponha a aprofundar seus conhecimentos dentro daquilo que é passado pode ser uma alternativa. Mas se for um curso difícil, que mexa com a vida das pessoas e com o cotidiano não é, pois muitas das coisas que aprendemos na universidade precisa ser colocado em prática, em laboratórios, desenvolvendo pesquisas, etc.”

Já a turismóloga, de 22 anos, Maria de Faria se diz favorável do ensino a distância somente em casos extremos, como a situação vivida por Kátia, “…não apoio reconhecimento que o MEC dá a algumas instituições e cursos. Claro que existem casos e casos como por exemplo faculdades a distância que levam o ensino à pessoas que desejam ter uma profissão, mas moram em locais distantes. Entretanto, sou contra a mesma prática nos grandes centros urbanos, onde o ensino está disponível para todos, seja faculdade particular ou pública. De de certa forma nós, estudantes que frequentamos normalmente uma sala de aula, nos sentimos prejudicados. A era digital veio com tudo mas até que ponto ela realmente está facilitando a vida das pessoas?”

Adquirir um diploma tornou-se requisito fundamental nos dias de hoje, mas a postura do aluno frente as dificuldades enfrentadas ao longo da carreira que escolheu, os desafios e iniciativas traçadas por este também devem se somar e formar algo único, somente tais medidas e ações contribuirão para a consolidação de uma trajetória satisfatória.

Anúncios

Categorias: Artemis

Pandora nas redes sociais

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

um comentário em “Sem fronteiras”

  1. Marcelino
    9 de agosto de 2009 às 15:13 #

    A educação à distância é realmente um ponto forte para discussão…Eu como estudante de licenciatura e futuro professor, vejo pontos positivos pela maior facilidade do acesso, que hoje é o amparo para qualquer desenvolvimento tanto científico como tecnológico.Mas nada ainda pode substituir a boa e velha convivência humana… não há professor que vá passar velhos truques para aqueles alunos mais promissores ou para aqueles que sentem mais dificuldades, estando ele na frente de uma câmera!!!O futuro nos espera…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: